viernes, 4 de enero de 2013

João Alexandre Barbosa + Frederico Barbosa









Biografias

João Alexandre Barbosa 


(Recife PE 1937 - São Paulo SP 2006). Professor, ensaísta e crítico literário. Inicia os estudos primários em casa com orientação de uma preceptora e, posteriormente, ingressa no curso ginasial no colégio dos padres jesuítas. A partir de 1955, ano em que entra na Faculdade de Direito do Recife, ministra aulas de literatura francesa. Em 1960, torna-se o editor-chefe do Suplemento Literário, do Jornal do Commercio, do Recife. Dedica-se à criação do curso de teoria literária da Universidade do Recife, atual Universidade Federal de Pernambuco - UFPE, em 1963. No ano seguinte, perseguido pelo regime militar, muda-se para Brasília, onde trabalha por um ano como professor de teoria literária na Universidade de Brasília - UnB, que, em 1965, é invadida pelo exército. Desligado da UnB, vai morar em São Paulo, em 1966. Inicia a carreira docente na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo - FFLCH/USP, exercendo em 1980 a função de professor titular do Departamento de Teoria Literária e Literatura Comparada, ocupada até então pelo crítico e professor Antonio Candido (1918). Assume em 1988 a direção da Editora da USP - Edusp, elege-se diretor da FFLCH no ano seguinte e ocupa o cargo de pró-reitor de cultura e extensão, em 1990. É o responsável pela criação do Projeto Nascente, para  promoção das atividades artísticas entre o público universitário; do Cinusp Paulo Emílio Salles Gomes, espaço dedicado à exibição cinematográfica; e da Comissão de Patrimônio Cultural da Universidade, órgão vinculado à Pró-Reitoria de Cultura e Extensão. Autor de importantes estudos sobre a obra de poetas e escritores nacionais, como Murilo Mendes (1901 - 1975)Augusto Meyer (1902 - 1970) e João Cabral de Melo Neto (1920 - 1999), obtém a aposentadoria em 1993. Entre 1997 e 2002, assina as colunas Entre Livros e Biblioteca Imaginária, ambas na revista Cult e, no ano de 2003, assume a seção Letras Arquivadas, do jornal Gazeta Mercantil. Morre em 3 de agosto de 2006, na cidade de São Paulo.

Fuente: http://www.itaucultural.org.br

Frederico Barbosa
Frederico Barbosa (1961) é poeta pernambucano. Cursou Física pela USP e é formado em Letras/Português. Foi crítico literário no Jornal da Tarde e na Folha de São Paulo, consultor e redator do volume Help! - Literatura, publicado pelo O Estado de São Paulo. Leciona Literatura, Texto e Redação no Curso Anglo Vestibulares. É consultor técnico das coleções Ler é Aprender, do O Estado de São Paulo; Livros, de O Globo; e Biblioteca ZH, do Zero Hora. Dirige atualmente a Coleção Alguidar.

Publicou os livros Rarefato (Ed. Iluminuras, 1990), Nada feito nada (ed. Perspectiva, 1993 Prêmio Jabuti), 5 Séculos de Poesia - Antologia da Poesia Clássica Brasileira (Landy Editora, 2000), Contracorrente (Iluminuras, 2000), Louco no Oco sem Beiras - Anatomia da Depressão (Atliê Ed, 2001), Na Virada do Século - Poesia de Invenção no Brasil (Landy Ed, 2002) e Cantar de amor entre os escombros (Landy, 2002).

Fuente: http://www.sobresites.com